ATUAÇÕES: Vanderlei brilha (de novo) e é o melhor; Lucas Lima vai bem!

Por Terra em

O Santos arrancou um bom empate contra o Barcelona (EQU), em Guayaquil, e levará a vantagem para a partida de volta na Libertadores. E mais uma vez o goleiro Vanderlei foi vital para um resultado da equipe. Ele fez defesas de alto nível, especialmente uma cara a cara no segundo tempo. Além dele, Lucas Lima e Bruno Henrique se destacaram. Veja a notas:

BARCELONA (EQU)

5,5 Banguera Pouco trabalhou durante toda a partida. Não teve o que fazer no gol.

5,5 Pedro Velasco Trabalhou muito bem no ataque. Pecou no último passe.

6,0 Aimar No único lance perigoso do Santos, a bola entrou. De resto, foi seguro.

6,0 Arreaga Assim como o companheiro, não teve tanto trabalho.

5,0 Beder Caicedo Cometeu faltas violentas, uma delas originou gol do rival.

5,5 Gabriel Marques Exagerou nas divididas, mas tentou algumas jogadas,

6,5 Matías Oyola Joga muita bola. Desarma com qualidade e sai muito bem.

6,5 Damián Díaz É displicente, mas acertou um belo chute e deu assistência.

5,5 Esterilla Corre, dribla, se desloca, mas erra uma enorme quantidade de passes

5,0 Marcos Caicedo Produziu muito pouco e ficou preso na marcação santista.

7,0 Jonatan Álvez Sempre perigoso. Teve uma chance e empatou a partida.

6,5 José Ayoví Deu mais volume e eficiência ao ataque na segunda etapa.

6,0 Castillo Também entrou bem e foi melhor do que Marcos Caicedo pela ponta.

5,5 Vera Pouco acrescentou nos momentos finais da partida. Apenas passes.

6,0 Guillermo Almada Não tem culpa que seus jogadores se mostrem indolentes.

SANTOS

7,5 Vanderlei Fez uma defesa espetacular no melhor lance do primeiro tempo. No segundo tempo fez outras duas grandes defesas que salvaram o Santos.

6,0 Victor Ferraz Foi muito pouco ao ataque, preocupado com a velocidade do adversário, porém teve pouco trabalho pela sua lateral. Boa marcação.

6,5 Lucas Veríssimo Cometeu um pequeno erro em saída de bola que quase comprometeu, mas foi soberano nos combates e nas antecipações na defesa santista.

6,5 David Braz Teve bem mais dificuldade do que seu companheiro de zaga, mas se redimiu no ataque ao dar assistência, de cabeça, para Bruno Henrique fazer o gol.

5,0 Zeca Barcelona teve muita liberdade para tabelar em suas costas, tomou bolas entre as pernas e deu passe errado em contra-ataque promissor.

6,5 Alison Como sempre, um caçador quase implacável no meio-campo. Teve trabalho com Díaz, mas soube lidar bem. Não errou muitos passes.

6,0 Renato Se não foi tão brilhante quanto de costume, serviu como uma peça importante para desacelerar o jogo do Barcelona e iniciar jogadas.

7,0 Lucas Lima Foi o principal jogador santista, buscou o jogo pelo meio, pela esquerda e chamou faltas. Uma delas originou o gol marcado pelo Peixe.

5,5 Thiago Ribeiro Bastante discreto no ataque, pouco produtivo e com erros de passe. Porém teve papel importante ao ajudar na marcação na defesa.

7,0 Bruno Henrique Não foi tão bem quanto costume, mas mesmo assim foi decisivo ao marcar o gol do Santos. Não conseguiu impedir Álvez de cabecear no empate.

5,5 Ricardo Oliveira Acabou caindo demais nas provocações adversárias, discutiu e acabou produzindo pouco. Participou do lance do gol, ao tentar finalizar na área.

5,0 Kayke Entrou em outra rotação e não conseguiu fazer o que Thiago Ribeiro vinha fazendo na defesa. Pouco fez no ataque também.

5,0 Jean Mota Assim como Kayke, teve participação bastante abaixo do esperado e desperdiçou alguns lances ofensivos que deram contra-ataque.

- Vladimir Hernández Pouco tempo em campo. Fica sem nota.

6,0 Levir Culpi Estratégia foi eficiente ao segurar o rival nos primeiros minutos e abrir o placar no início do segundo tempo. Substituições não surtiram efeito.