Levir explica rachão em véspera de decisão e quer time mais 'relaxado'

Por Terra em

Levir explica rachão em véspera de decisão e quer time mais 'relaxado'

Técnico passou informações do Barcelona de Guayaquil por vídeo antes do treino e acrescentou: 'Se concentração ganhasses jogo, time do presídio não perdia'

12 set 2017 22h51

No último treino do Santos antes de encarar o Barcelona de Guayaquil, na quarta-feira, às 21h45, pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores, o técnico Levir Culpi deixou que os jogadores fizessem apenas um rachão (treino recreativo). Segundo o treinador, ele prefere que os atletas relaxem antes de um duelo decisivo do que se sobrecarreguem.

Antes do reconhecimento de gramado no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, a comissão técnica passou vídeos sobre o Barcelona no hotel. Depois, Levir explicou o raciocínio:

- Passamos informações e vídeo sobre o Barcelona. Libertadores é muito emocional. Sei que os jogadores estão com esse espírito. Não acho que seja melhor que eles ficam carregados. Se concentração ganhasse jogo, o time do presídio não perdia - disse Levir Culpi.

Desde que assumiu o comando do Peixe, o técnico adotou o costume de dar rachão na véspera das partidas, fato que não era comum em seus outros trabalhos.

Além do trabalho recreativo, o Alvinegro fez um treino de bola parado sem que pudessem ser feitos registros. O foco foram os cruzamentos para a defesa e para o ataque.

Levir deu entrevista durante reconhecimento de gramado nesta terça (FOTO: Russel Dias)